Blog

Otite por repetição: sintomas e cuidados

otite por repetição
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Hoje quero falar sobre otite por repetição.
As otites são infecções que ocorrem geralmente na orelha média, causando dor de ouvido, febre, e em alguns casos, acúmulo de secreção. Chamamos de Otites de Repetição os casos em que a patologia ocorre por mais de três vezes dentro de um ano.

Os casos merecem cuidado redobrado, já que podem gerar uma perda auditiva (temporária) e, no caso de crianças, dificultar o desenvolvimento da linguagem. As crianças, aliás, são as que mais sofrem de otites por repetição, especialmente bebês até os dois anos de idade.

Quando o paciente apresenta otite de repetição é necessário um acompanhamento maior, pois pode evoluir para casos crônicos. Por isso, o motivo da atenção para as crianças, que, por falta da audição ou de inteligibilidade dos sons escutados, podem ter outros problemas.

Como observar a otite de repetição em crianças?

Os pais e professores podem ficar atentos aos sintomas mais comuns, que envolvem dores frequentes em um ou dois ouvidos, perda de audição temporária, presença de secreção, e ainda:

  • Tosse e coriza
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Sensação de ouvido abafado
  • Tontura
  • Náuseas e vômitos

Observando entre os sintomas, existem muitos que parecem com resfriados, certo? É porque as otites de repetição geralmente são provocadas por ações de vírus ou bactérias, e por isso, podem mesmo ser resultado de gripes, resfriados e até alergias.

O sistema respiratório também está ligado aos casos de otite de repetição, principalmente no caso de alterações anatômicas. As crianças acabam tendo mais incidência da patologia por conta do pleno desenvolvimento de seus sistemas, incluindo o auditivo, já que a tuba auditiva (responsável por ligar o ouvido médio à região da faringe nasal) é menor, potencializando o acúmulo de secreção e facilitando a entrada de vírus e bactérias.

Como tratar a otite por repetição?

O primeiro passo é a consulta com um especialista otorrinolaringologista. A partir da consulta e verificação do paciente, será possível diagnosticar a otite por repetição e aí sim determinar o tratamento mais adequado para o caso.

Geralmente, faz-se uso de remédios antibióticos prescritos pelo profissional, e caso necessário, alguns procedimentos podem ser recomendados, como tubos de ventilação para auxiliar no processo de ventilação da orelha média. 

Só depois de um diagnóstico preciso do otorrino é que o tratamento deverá ter início, então, caso necessário, agende uma consulta!

Sobre a Dra Ane Trento

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO). Atende em Santa Catarina (SC), nos municípios de Criciúma, Tubarão e Içara. Para mais informações, clique aqui.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Criciúma (SC).

Contato