Blog

A cirurgia de rinoplastia dói?

A cirurgia de rinoplastia doi
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Essa é uma pergunta frequente que recebo dos meus pacientes que têm interesse em fazer cirurgia plástica no nariz. O procedimento é realizado sob anestesia geral ou local com sedação, mas muitos possuem dúvidas sobre a dor no período pós-operatório.

Como falei acima, durante a cirurgia o paciente recebe anestesia e não sente nada. Em um período de até 24 horas após o procedimento, geralmente alta no mesmo dia, paciente recebe alta e pode ir para casa. Depois disso, é essencial seguir todas as recomendações, e assim, evitar a dor e o desconforto.

É comum o inchaço e a presença de hematomas na região das pálpebras, o que não significa a presença de dor. Em alguns casos são utilizados analgésicos, e o paciente pode retornar suas atividades em 7 dias após a cirurgia.

Recomendo também antibiótico e anti-inflamatório pelo período de uma semana após o procedimento. Além disso, uma boa higiene nasal também faz parte do processo pós-operatório, evitando sangramentos e outras lesões.

Fora isso, a dor é rara e não faz parte dos sintomas comuns depois da rinoplastia.


Rinoplastia funcional e rinoplastia estética

Você sabia que a rinoplastia pode ser funcional e estética? A cirurgia do nariz com objetivo estético busca melhorar o perfil do nariz, alterar a ponta do nariz ou modificar a largura/altura do osso, visando a harmonia facial. No procedimento, o cirurgião molda as estruturas ósseas e cartilaginosas para obter um rosto com mais equilíbrio, levando em conta as insatisfações estéticas do paciente.

Já a rinoplastia funcional busca corrigir outros defeitos: a obstrução nasal e dificuldade de respiração. Isso pode ser algo congênito, adquirido ou causado um trauma na região. O desvio de septo é uma das causas da obstrução nasal e ocorre quando há uma deformidade na cartilagem ou osso do septo que obstrui uma ou as duas narinas. A hipertrofia dos cornetos também é outra causa de obstrução nasal. Essa condição afeta a respiração do paciente, causando a perda da qualidade do sono, diminuição do olfato e até baixo desempenho esportivo.

Muitas vezes, as necessidades são simultâneas: há uma insatisfação com a estética do nariz e uma dificuldade na respiração causada por uma deformidade. E, embora não seja o objetivo inicial, a cirurgia com fins estéticos costuma melhorar a respiração do paciente.


Tem mais alguma dúvida sobre esse procedimento? Agende uma avaliação e vamos verificar todas as variáveis possíveis para que você se sinta tranquilo e seguro 🙂

Leia também: Qual a melhor época para fazer uma rinoplastia?
5 fatos importantes sobre a rinoplastia
6 passos para uma rinoplastia segura

Sobre a Dra Ane Trento

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Santa Catarina (SC), nos municípios de Criciúma, Tubarão e Içara. Para mais informações, clique aqui.

As informações disponíveis neste site possuem apenas caráter educativo. Apenas uma avaliação com um profissional médico possibilitará o diagnóstico de doenças, a indicação de tratamentos e a prescrição de medicamentos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Criciúma (SC).

Contato