Blog

5 fatos importantes sobre rinoplastia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Um dos procedimentos mais populares no país, a rinoplastia é uma das campeãs de pedidos em consultórios. Até chegar o momento de marcar o dia da cirurgia, no entanto, é importante que suas dúvidas sejam sanadas e que você se sinta seguro do procedimento, método e profissional que escolheu.

Por isso, listo aqui cinco fatos importantes sobre a cirurgia, para ajudar você nesse momento:

 

1 – Não é só estética!

Mesmo que em muitos casos a procura da cirurgia se dê apenas por motivos estéticos, ela também pode ser usada para outros fins. É possível associar a cirurgia a outros procedimentos, como corrigir o septo nasal e a turbinectomia (quando se reduz o volume dos cornetos nasais, que podem dificultar a entrada do ar nas narinas, e costuma aumentar na presença de alergias, como a rinite).

Além disso, é claro, ao realçar a harmonia facial, o procedimento traz também um ganho estético, ajudando a elevar a  autoestima e melhorar a imagem que o paciente tem de si mesmo.

 

2 – Há diferentes tipos de rinoplastia

Sim, há mais de um tipo de rinoplastia! E é durante o período de coleta de informações sobre o procedimento que você irá entender, junto de profissionais qualificados, qual é o melhor método para você!

Entre os tipo de cirurgia, estão a rinoplastia estética (que pode reduzir o tamanho do nariz ou levantar a ponta caída, por exemplo), a secundária (feita quando o paciente já realizou uma primeira cirurgia, mas não obteve o resultado esperado), a funcional (que altera a estrutura nasal para corrigir problemas respiratórios), a étnica (usada para alterar traços étnicos) e a reconstrutiva ou pós-traumática (realizada quando o paciente passou por algum trauma que afetou a função ou o formato do nariz).

 

3 – Sangramento após o procedimento é comum

É normal, e até esperado, que ocorra um sangramento leve no nariz nos primeiros dias após o procedimento, principalmente nas 48 horas iniciais. Portanto, não é preciso perder a calma ou se desesperar. É importante, no entanto, monitorar a situação junto de seu médico, para que o seu caso seja avaliado individualmente.

 

4 – Respeite o tempo de repouso

Ao se informar sobre a cirurgia, é importante ficar atento também ao tempo de repouso solicitado pelo cirurgião. Se seu trabalho ou rotina são agitados, é importante se programar antes: você pode optar por tirar férias ou se organizar para diminuir o ritmo no período logo após o procedimento, para evitar problemas futuros.

O tempo de repouso varia conforme o quadro e a situação do paciente. Em geral, esforços devem ser evitados nas primeiras duas semanas depois da operação. As atividades podem ser retomadas de forma gradual, com acompanhamento do seu médico, a partir desse período. Atividades que geram esforço físico e exercícios, no entanto, podem levar mais tempo para serem autorizadas – muitas vezes apenas após um tempo de dois a três meses.

 

5 – Cuidado com o óculos

Por ficar apoiado sobre o nariz, o óculos precisa ser evitado nos primeiros dias após o procedimento. Por isso, se você precisa utilizá-lo diariamente, converse com seu médico com antecedência para procurar alternativas.

Para evitar problemas após o procedimento cirúrgico, o óculos só deve ser utilizado após autorização médica.

 

Sobre a Dra Ane Trento

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Santa Catarina (SC), nos municípios de Criciúma, Tubarão e Içara. Para mais informações, clique aqui.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Criciúma (SC).

Contato