Blog

O que você precisa saber sobre otite

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A otite, popularmente conhecida como “dor de ouvido”, é o nome de toda inflamação em uma das regiões do ouvido (externa ou média). Ela possui diferentes tipos, sintomas e causas. Confira abaixo.

 

O que é otite

É o nome de qualquer infecção ou inflamação que corra no ouvido. Geralmente esta doença causa bastante incômodo e dor ao paciente e exige consulta com um médico otorrinolaringologista para tratamento adequado.

Tipos de otite

Existem alguns tipos de otite. Os mais comuns são:

Otite externa:  ocorre quando a inflamação afeta a orelha externa, ou seja, o canal auditivo que inicia no interior da orelha e vai até o tímpano.

Otite média: Quando a inflamação atinge a região da orelha média, onde se localiza o tímpano, a câmara timpânica, os pequenos ossos do ouvido e a tuba auditiva, é chamada de otite média. Esta pode ser classificada em aguda ou crônica.

 

Sintomas

O principal sintoma é a dor no ouvido. Na otite externa, também podem ocorrer perda de audição temporária, inchaço da orelha, coceira intensa na região e eliminação de secreção. Na otite média aguda, além da dor de ouvido intensa, é comum a existência de febre e mal-estar. Na crônica, que possui diferentes tipos, são diminuição da audição, otorréia (secreção que sai do ouvido) – e falaremos mais adiante sobre elas. 

 

Causas

A causa mais comum da otite externa é a infecção por bactérias e fungos. Esses microorganismos podem ter acesso via cotonetes ou grampos utilizados para higienização. O contato com água contaminada em mar e piscinas pode ser um dos motivos.
Já a otite média aguda é causada por bactérias e vírus que provocam inflamação e obstrução, ocorrendo principalmente após gripes e resfriados.

 

Fatores de risco

A otite média aguda é mais comum em crianças de 3 meses a 3 anos. Além disso, outros fatores de risco incluem sistema imunológico enfraquecido, histórico familiar de otite, alergias respiratórias, clima frio e a incidência de resfriados e infecções das vias respiratórias superiores com frequência. A otite externa tem como fator de risco o banho de mar e piscina, principalmente no verão.

Tratamento

O tratamento varia conforme o tipo e grau da inflamação e deve ser prescrito por um otorrinolaringologista. Geralmente inclui o uso de analgésicos, de antibióticos ou antifúngicos tópicos. Não se automedique nem siga instruções de conhecidos sobre o assunto.

 

Importante

A otite, de diferentes tipos, é uma doença que possui tratamento. Entretanto, a falta de acompanhamento ou de tratamento adequado prescrito por um especialista pode ocasionar complicações para a saúde. Por isso, se observar os sintomas, não hesite em procurar um médico especialista em otorrinolaringologia para avaliação.

 

Sobre a Dra Ane Trento

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Santa Catarina (SC), nos municípios de Criciúma, Tubarão e Içara. Para mais informações, clique aqui.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Criciúma (SC).

Contato