Blog

Mitos sobre a rinoplastia

Mitos sobre a rinoplastia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Hoje quero esclarecer alguns mitos sobre a rinoplastia!
Uma das cirurgias mais populares no país, a rinoplastia é mais conhecida por ser um procedimento que ajuda a melhorar o aspecto visual do nariz, no intuito de deixar o rosto mais proporcional e harmônico. Mas ela não é isso!

Essa cirurgia também pode ajudar a melhorar a função nasal, corrigindo problemas, e até ser recomendada para pessoas que sofreram acidentes ou traumas que deformaram a região, por exemplo.

Abaixo, confira três dos principais mitos sobre a rinoplastia:

MITO: A cirurgia é apenas estética e não altera a respiração

A cirurgia pode servir para diversas funções, dependendo das necessidades de cada paciente.

Além da função estética, ela também pode ser realizada para fazer alterações na estrutura do nariz. Quando isso ocorre, chamamos o procedimento de rinoplastia funcional. Nele, é possível corrigir problemas respiratórios, como o desvio de septo e até modificar o local para garantir que o ar entre de forma mais natural pelas narinas.

Como mencionei antes, há também a rinoplastia reconstrutiva ou pós-traumática, feita em pessoas que passaram por algum trauma ou acidente que tenha afetado a função ou o formato do nariz, e que precise de correção. Clique aqui e conheça os diferentes tipos de rinoplastia.

MITO: Posso ter o nariz que quiser com a cirurgia

Esse é um ponto importante de ser compreendido antes de realizar a cirurgia, e ajuda a alinhar suas expectativas em relação ao resultado do procedimento,

A rinoplastia irá melhorar o aspecto do local, mas não poderá dar ao paciente o nariz que ele escolher. Isso porque a cirurgia é feita respeitando as características e os traços do rosto da pessoa. Não é possível modificar completamente a região, ignorando suas proporções.

MITO: A cirurgia é muito dolorosa

Primeiro é importante esclarecer que a cirurgia é feita com anestesia e o paciente não sente nada. No pós-operatório, podem ocorrer desconfortos, facilmente aliviados com o uso de analgésicos. A dor é algo pessoal, mas a maioria dos pacientes relata que teve boa recuperação nesse sentido, sem a presença de dores fortes.

Lembre-se que cada caso precisa passar por uma avaliação individual com um médico habilitado para realizar este procedimento cirúrgico.

Leia também:

Como reduzir o inchaço após a rinoplastia

Sobre a Dra Ane Trento

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO). Atende em Santa Catarina (SC), nos municípios de Criciúma, Tubarão e Içara. Para mais informações, clique aqui.


Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dra Ane Trento é Otorrinolaringologista, com residência médica realizada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, e Fellow em Cirurgia Facial no Hospital do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO).

Atende em Criciúma (SC).

Contato